Um rapaz de 15 anos foi preso, na tarde desta quinta-feira (27), após os pais do garoto entregar ele para a polícia. O adolescente foi identificado como praticante do assalto em uma sorveteria na rua Adalberto Vale, bairro Betânia, Zona Sul de Manaus, na última segunda-feira (24). Naquele dia, o jovem roubou R$ 150, um celular e ainda foi acusado de estuprar uma funcionária no banheiro.

A mãe do rapaz disse, em depoimento, que não queria entregar o filho para a justiça, mas depois de tanto pensar, decidiu o melhor a se fazer. “Eu não queria entregar, mas depois de muita conversa decidimos fazer o que era certo. Pensei em fugir com ele, mas preferimos entregá-lo à policia”, afirmou a mãe.

A funcionária da sorveteria, de 26 anos, foi supostamente obrigada a entrar no banheiro, que fica nos fundos do estabelecimento, e em seguida, foi estuprada pelo menor de idade. Ela aparece nas imagens das câmeras de segurança, com as roupas levantadas e bastante abalada.

Segundo a mãe e familiares, o adolescente contou que praticou o roubo, mas negou ter estuprado a atendente. “Ele disse que entrou com ela no banheiro, mandou ela tirar a roupa, mas não a estuprou. Fez tudo isso só para dar tempo e fugir”, falou a mãe, acrescentando que o filho tem distúrbios de raiva após ter contraído meningite.

O jovem  foi levado ao 7º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro São Lázaro, Zona Sul de Manaus.

Deixe uma resposta