fbpx
- Advertisement -spot_img
HomeAmazonasSem registro da variante Ômicron no AM, Delta predomina registro de casos

Sem registro da variante Ômicron no AM, Delta predomina registro de casos

- Advertisement -spot_img

Durante audiência pública virtual, realizada pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na tarde desta terça-feira (7), a respeito das ações e medidas sobre a nova variante Ômicron no Amazonas, o pesquisador Felipe Naveca, da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) afirmou que análises genéticas não confirmam, no momento, casos da variante Ômicron no Estado.

“Não temos casos confirmados da Ômicron no Amazonas. Todas as amostras colhidas para o sequenciamento genômico até então apontam apenas a circulação da variante Delta no Estado”, apontou o pesquisador.

O Brasil registrou até agora seis casos da variante Ômicron. O primeiros rastro da variante em solo brasileiro foi identiciado em São Paulo, em um casal que desembarcou no aeroporto de Guarulhos no dia 23 de novembro deste ano.

O homem e a mulher vinham de uma viagem da África. O resultado do sequenciamento genético só foi divulgado sete dias após a coleta das amostras, período usado para a análise dos materiais colhidos.

Ampliação da cobertura vacinal

Conforme informações repassadas pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), durante a audiência, amanã (8) inicia-se uma mega vacinação em todos os 62 municípios do Amazonas.

Na ocasião, cada município vai poder realizar a vacinação de sua população, de acordo com a necessidade de cada local. A estratégia da secretaria prevê avançar em até 20% a cobertura vacinal no território amazonense.

Mais de 5,1 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 foram aplicadas em todo o Amazonas até a última segunda-feira (06/12), sendo 2.708.294 de primeira dose, 2.091.352 de segunda dose, 55.080 com dose única e 262.628 de terceira dose (dose de reforço).

Redução no intervalo da vacina

A SES-AM reduziu o tempo de intervalo para aplicação de dose de reforço da vacina contra Covid-19 no Amazonas. Agora, a população a partir de 18 anos que tomou a segunda dose há pelo menos quatro meses pode receber a dose de reforço. O tempo anterior do intervalo era de inco meses.

Casos de Covid-19 no AM

Até a última segunda-feira (6), o Amazonas chegou a marca de 430.602 casos da Covid-19 e o número total de mortos é de 13.811.

Texto: Isac Sharlon

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Stay Connected
16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe
Must Read
- Advertisement -spot_img
Related News
- Advertisement -spot_img

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: