fbpx
- Advertisement -spot_img
HomeAmazonasProfissionais da Saúde do AM voltam a se manifestar contra reajuste anunciado...

Profissionais da Saúde do AM voltam a se manifestar contra reajuste anunciado por Wilson Lima

- Advertisement -spot_img

Depois de o governador Wilson Lima (PSC) anunciar reajuste de 8,9% para os servidores públicos da Saúde, os profissionais realizaram nesta segunda-feira (08/11) mais uma manifestação para pressionar o Governo do Estado a pagar as perdas salariais da categoria referentes datas-bases dos anos de 2016, 2017, 2020 e 2021, que segundo a presidente Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Área de Saúde do Amazonas (Sindsaúde), Cleidinir Socorro, chega a 25,17%.

A líder sindical informou ao 18 Horas que ao passo que acontecia a manifestação na frente da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), bairro Aleixo, zona centro-sul, os representantes sindicais da Saúde pressionavam a direção da secretaria para escalonar os 25,17% das datas-bases atrasadas. O encontro entre sindicalistas e direção da SES-AM ocorreu durante a Mesa Estadual de Negociação Permanente do SUS.
“Nós conseguimos a aprovação das datas-bases que estão atrasadas desde de 2016, 2017, 2020, e 2021, totalizando, hoje, 25, 17% . Isso é o que o governo nos deve. Ele (governador) fez um anúncio de 8,9% para a classe da saúde”, comentou.

Cleidinir Socorro ressaltou que durante Assembleia Geral da categoria ocorrida no último dia 28 de outubro, os trabalhadores em saúde recusaram o reajuste anunciado pelo governador Wilson Lima, no dia 26 do mesmo mês, no valor de 8,9%. “Inclusive, desses 25,17% (de perdas), ele deu 8,9% que não é (o ideal). Ele só somou, não acumulou as perdas. O acumulado é de 9,6%”, destacou.

Acerto
A presidente do Sindsaúde disse que ficou decidido que o Governo do Amazonas deverá corrigir o percentual de 8,9% para 9,6%, sendo que o restante das perdas salariais seja escalonado até o segundo bimestre de 2022.

“O que nós encaminhamos hoje, é que ele corrija o primeiro percentual 8,9% para 9,6% e que o restante, que é 14,77%, ele coloque na LOA de 2022. A LOA (Lei Orçamentária Anual) já está na assembleia para ser aprovada. Nós queremos que esse 25,17% sejam de uma forma escalonada, porque a gente já está ajudando (o governo), porque esse percentual aí já foi escalonado várias vezes, mas que esse escalonamento seja até abril de 2022 devido à legislação eleitoral, a nossa data-base é maio, mas devido a lei, estamos jogando esses 14,77% para ir para a LOA do ano que vem”, informou Cleidinir.

Segundo Cleidinir Socorro, a direção da SES-AM se comprometeu em realizar outra reunião para expor a contraproposta do Governo do Amazonas.

 

Fonte: 18 horas

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Stay Connected
16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe
Must Read
- Advertisement -spot_img
Related News
- Advertisement -spot_img

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: