No início da manhã dessa segunda-feira (31/08), a polícia deflagrou a operação “Cyber241”, que resultou na prisão preventiva do professor de matemática e analista de sistema Edvaldo Batarello, 50, por armazenar e divulgar vídeos de pornografia infantil. Ele foi preso na rua Dois de Agosto, na comunidade da União, bairro Parque Dez de Novembro, zona centro-sul da capital.

De acordo com a delegada Ana Cristina Braga, titular da Delegacia Interativa (DI), a prisão ocorreu por volta das 6h. De acordo com ela, as investigações iniciaram quando policiais civis receberam denúncias anônimas acerca dos vídeos criminosos.

“Ele recebeu esses vídeos de sexo explícito de adultos e crianças, além de divulgar esses vídeos para outras pessoas. Nós já temos essas materialidade conosco. Nós ainda não temos a materialidade que confirme que ele produzia estes vídeos, mas provavelmente eles foram produzidos fora do país”, disse.

Além do mandado de prisão preventiva, foi cumprido o mandado de busca e apreensão na residência do próprio professor, onde foram recolhidos notebook e celulares que passarão por perícia.

“Nós encontramos um extenso material eletrônico, para averiguar se há mais algum de tipo de material que não sabíamos. Há essa possibilidade de haver mais. Inclusive queremos lembrar que quem receber estes vídeos, não reencaminhe pois é crime. Façam a denúncia”, disse a delegada.

Deixe uma resposta