Nessa segunda-feira (4/01), o prefeito de Manaus, David Almeida, se reuniu com o governador, Wilson Lima, e representantes do Ministério da Saúde (MS), em busca de soluções para conter o crescimento de casos da Covid-19 no estado. Diante da atual situação que o estado se encontra, o prefeito anunciou o uso de quatro Unidades Básicas de Saúde (UBSs) móveis para ampliar o atendimento à população, a partir desta terça-feira (05/01).

As unidades serão usadas em bairros com maior índice de contaminados pela doença.

Durante a reunião, Almeida voltou a destacar a necessidade do credenciamento do hospital da Universidade Nilton Lins junto ao Ministério da Saúde, a unidade conta com mais de 350 leitos e poderão ser usados para atendimento básico. Segundo o prefeito, esse pedido já foi feito ao governo federal.

“O hospital Nilton Lins tem uma grande unidade básica, que é da prefeitura, e ali pode ser a porta de entrada para o início dos tratamentos”, destacou.

Representando o Ministério da Saúde no encontro, a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES/MS), Mayra Pinheiro, disse que será discutido um plano de contingenciamento com a prefeitura e o governo do Estado para a adoção de novas estratégias no combate à Covid-19.

“O Ministério da Saúde veio com a disponibilidade de permanecer no Estado do Amazonas o tempo que for necessário, para que nós possamos nos somar aos governos do Estado e município, nas ações de enfrentamento à doença e resolução dos problemas que afligem o povo amazonense”, disse Pinheiro.

Deixe uma resposta