5 SUSPEITOS DE FRAUDES EM VESTIBULARES DE MEDICINA EM DOZE ESTADOS E NO DISTRITO FEDERAL FORAM PRESOS PELA POLÍCIA CIVIL.

 

Nesta quinta-feira (6), em Goiás, a Polícia Civil realizou a prisão de uma quadrilha que vendia gabaritos de vestibulares de medicina.

Dependendo da entrega do gabarito, a aprovação era vendida por valores entre R$ 80 mil e R$ 120 mil. A Polícia acredita que 170 pessoas tenham sido beneficiadas com o esquema, e que pelo menos metade foi aprovada.

A prisão foi feita através de investigadores disfarçados, que fingiram ser interessados no negócio. Foram presos o chefe do bando, o empresário Rogério Cardoso de Matos; o estudante de Engenharia Civil Mateus Ovídio Siqueira; Fernando Batista Pereira, que comandava a negociação dos aparelhos celulares e ensinava a esconder o equipamento; e dois aliciadores identificados como Osmar e Elisângela.

O delegado Cleybio Januário Ferreira fingiu ser fiscal e flagrou Ovídio com um celular, repassando o gabarito para os interessados no esquema.

Em uma das conversas, um suspeito e uma agente infiltrada como interessada, o homem garante toda a segurança para defender quem se aliasse ao esquema: “A gente tem advogado, a gente tem tudo. Se der algum problema, não entra em pânico e fala assim: ‘Alguém vai me ajudar’. Eu vou ajudar. Eu tenho os melhores advogados.”

Deixe uma resposta