fbpx
- Advertisement -spot_img
HomeDestaquesManaus participa de ato nacional contra Governo Bolsonaro

Manaus participa de ato nacional contra Governo Bolsonaro

- Advertisement -spot_img

A exemplo de outras cidades do Brasil, hoje (19), organizações sociais, movimentos populares, fóruns e entidades da classe trabalhadora pública e privada de Manaus participarão do ato nacional contra o Governo Bolsonaro. Na capital, a manifestação acontece a partir das 15h, tendo como ponto de partida a Praça da Saudade.

De acordo com a organização do movimento, a ideia do Dia Nacional de Lutas #19J é demonstrar o “descontentamento e indignação da população mais afetada com a negligência e descaso do presidente em relação às medidas de combate aos efeitos da pandemia no país, bem como as atitudes que só acentuaram o racismo, o machismo, as desigualdades sociais e o fascismo”.

Os organizadores do protesto também destacam que não é mais possível calar diante das crises política, sanitária e ambiental aprofundadas nesta gestão. Para eles, Bolsonaro segue banalizando as medidas de proteção contra a Covid- 19, que matou quase meio milhão de brasileiros e contaminou outras 18 milhões de pessoas até a data desta sexta-feira (18).

A organização também pretende usar o ato para protestar contra a reforma administrativa.

“A proposta vai provocar o caos na vida da população com privatizações, ingerência política e retorno das ‘rachadinhas’ no serviço público, com o loteamento de cargos”, afirma Luiz Cláudio Correa, presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho e Justiça Federal (SitraAM/RR), um dos organizadores do #19J.

O Dia Nacional de Luta #9J pede ainda que o valor do auxílio emergencial seja revisto e pago até o fim da pandemia, além de se mobilizar pela luta contra o corte de verbas na educação, contra as ameaças à Zona Franca de Manaus (ZFM) e o corte de verbas aos municípios do AM, por vacinação rápida e efetiva para todos, pela valorização do serviço público e pelo afastamento do presidente.

Medidas sanitárias

Nos atos ocorridos no dia 29 de maio, foi possível realizar as manifestações obedecendo às regras de segurança contra a Covid, como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social, e dessa vez não será diferente. Ao longo de toda a semana aconteceram plenárias com o objetivo de mobilizar e detalhar a organização do ato, que orienta a participação apenas de pessoas fora dos grupos de risco e conscientes das regras de segurança.

 

Fonte: Com informações da assessoria

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Stay Connected
16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe
Must Read
- Advertisement -spot_img
Related News
- Advertisement -spot_img

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: