Foto: internet

José Roberto Tadros, anunciou nesta quinta-feira (14/01) que a infraestrutura do sistema Sebrae e CNC, bem como os colaborares das respectivas entidades, estão à disposição do poder público municipal e estadual como forma de apoiá-los no enfrentamento à Covid-19.
O presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e do Conselho Deliberativo Nacional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Natural do Amazonas, o dirigente mais representativo do setor do comércio no país, se solidarizou com o povo amazonense por meio de nota oficial e se disse consternado com a crise sem precedentes que o Amazonas enfrenta, devido ao alto número de internações, falta de oxigênio nas unidades de saúde e alto índice de sepultamentos.

Leia a nota na íntegra:

“O Amazonas vive crise sem presentes com o avanço dos casos de Covid-19, internações batendo recordes, unidades de saúde sem oxigênio, cemitérios lotados. Situação que não pode continuar. Como amazonense apaixonado pela sua terra e, também, como dirigente de instituições importantes do Sistema “S”, venho me solidarizar com os irmãos amazonenses e oferecer o nosso apoio irrestrito ao povo e às autoridades, para que possa construir condições reais de solução dos problemas.
O governador do Amazonas, Wilson Lima, o Secretário da Saúde do Amazonas, Marcellus Campêlo, o prefeito de Manaus, David Almeida, e todos os prefeitos do estado, podem contar com o apoio, não só do SEBRAE Nacional e do SEBRAE/AM, mas de todo o Sistema “Sebrae”, e da CNC – Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, no que se refere à nossa infraestrutura, aos nossos colaboradores, à nossa capilaridade em todas as regiões do estado. Estamos à disposição para colaborar no que for necessário.”

José Roberto Tadros
– Presidente da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e presidente do Conselho Deliberativo Nacional do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae)

Deixe uma resposta