Foto: Divulgação/Internet

A iniciativa da Comissão de Alimentos Tradicionais dos Povos da Amazônia de inserir a merenda escolar produtos regionais, e além do mais, produzido por aldeias indígenas e de pequenos produtores ganhou o Prêmio Innovare 2020, na categoria MP.

O prêmio está em sua 17° edição, e tem como objetivo destacar as práticas da área jurídica: advogados, defensores, promotores e magistrados.

A ideia nasceu após uma visita do MPF/AM a uma ideia indígena. Ao chegar no local verificou que o modo de preparo dificultava a produção e a chegada dos alimentos nas escolas indígenas do Amazonas.

Em 2018 o projeto ganhou vida, com o apoio da comparação ALEMA GIZ, que é especializada em projetos de cooperação e de desenvolvimento sustentável.

Deixe uma resposta