O governador do Amazonas, Wilson Lima, destacou os investimentos que o Estado está fazendo na assistência à saúde no interior, durante a abertura do VIII Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Amazonas, na manhã desta terça-feira (27), em Manaus. Somente em recursos do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI), a atual gestão já repassou mais de R$ 280 milhões em recursos para saúde às prefeituras dos 61 municípios do estado.

 

Wilson Lima ressaltou ainda a implantação de Unidades de Cuidados Intermediários (UCIs) e a regionalização da saúde, com o início da instalação de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) pelo Estado em municípios polos do Amazonas.

 

O congresso é uma realização do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems) e está sendo realizado no Comfort Hotel Manaus, com a participação dos secretários de saúde do interior e capital.

 

“Ao longo da história a gente acompanha o quanto a saúde no interior é deficitária por falta dessa estrutura, pela dificuldade logística. Apesar de todas essas dificuldades, a gente conseguiu avançar muito nos últimos dois anos. Tivemos a preocupação, assim que eu assumi o governo, de dar uma atenção diferenciada para a saúde”, disse Wilson Lima.

 

Ele destacou a aprovação, pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), do repasse de recursos do FTI para os municípios, especialmente para despesas de custeio e investimento na saúde.

 

“É algo (repasse do FTI) que nunca havia acontecido na história do estado do Amazonas, porque as prefeituras, as secretarias de Saúde nunca tinham visto a cor desse dinheiro. Então, desde que assumi até agora a gente já repassou R$ 280 milhões. Isso foi importante para fazer reforma de unidades hospitalares, para contratar pessoal, para a compra de equipamentos, para a compra de medicamentos e de outros insumos importantes para a saúde”, disse o governador.

 

UCI e UTI – Hoje, todos os municípios têm UCIs montadas pelo Governo do Amazonas. De 2019 até este ano, a quantidade de unidades desse tipo aumentou mais de 330%. “Nós tínhamos algo em torno de 55 UCIs quando a gente assumiu em 2019 e hoje nós temos 237. Todo hospital do interior tem uma Unidade de Cuidados Intermediários, e agora nós estamos implementando UTIs, e essa é uma meta ousada, isso nunca aconteceu no estado”, frisou.

 

Wilson Lima destacou também que a instalação de UTIs no interior faz parte do processo de regionalização da saúde. Essas estruturas serão montadas em cidades polos e vão evitar que os pacientes sejam deslocados para a capital para receberem esse tipo de suporte quando necessário.

 

“A gente tem um custo muito grande com o aeromédico, que a gente ampliou agora, aumentamos a nossa capacidade de transferência de pacientes do interior. Mas é muito mais barato a gente montar essas estruturas nessas cidades polos”, explicou o governador.

 

Reconhecimento aos secretários – Wilson Lima também fez um reconhecimento à atuação dos secretários municipais no enfrentamento da pandemia e disse que a cobertura da assistência à saúde em relação à atenção básica foi fundamental para o controle do número de casos no interior.

 

“Fiz questão de vir hoje aqui em reconhecimento ao trabalho feito pelos secretários de Saúde do interior durante a pandemia. Lembro muito bem que, quando a gente começou a ter uma situação agravada aqui na capital, eu ficava preocupado em como seria no interior. E, diferentemente da capital, o interior teve uma letalidade muito menor, isso daí resultado do trabalho feito pelos municípios na Atenção Básica. Isso foi decisivo nessa pandemia”, disse.

Pandemia em pauta – Para o secretário de Saúde do Amazonas, Anoar Samad, o congresso do Cosems é uma boa oportunidade para discutir o enfrentamento à pandemia de Covid-19 e as estratégias para melhoria da rede, ouvindo os municípios para o trabalho em conjunto. “A Covid veio mostrar que ninguém consegue fazer nada sozinho. Precisa dessa união de estado, municípios, gestores estaduais, gestores municipais e principalmente gestores federais. Hoje e amanhã, esse evento vai, com certeza, traçar e nos mostrar novas estratégias”.

 

O presidente do Cosems/AM, Franmartony Oliveira Firmo, afirmou que o encontro é o primeiro em meio à pandemia reunindo mais de 50 secretários municipais com objetivo de fortalecer e alinhar as ações de melhoria da assistência em saúde pública em todo o estado.

 

“O objetivo desse congresso é fortalecer os municípios, fortalecer as secretarias de saúde do interior, acolher os novos secretários que iniciaram neste ano. Este é um encontro de alinhamento para dizer a eles como são os caminhos de conseguir mais recursos, para organizar os seus sistemas, capacitar suas equipes de atenção básica, de média e alta complexidade nos municípios do interior e aqui na capital também”, informou Franmartony, que também é secretário municipal de Saúde de Maués.

Deixe uma resposta