Aventureiro Dion Steven vitima de acidente na Br-364.

Acabou em morte a aventura de dois amazonenses que estavam retornando para Manaus, após percorrerem o Brasil em motos.

O acidente fatal aconteceu por volta do meio-dia de quarta-feira (2), num dos trechos mais perigosos da BR-364, conhecido como “curva da morte”, entre as cidades de Vilhena e Pimenta Bueno. A vítima foi identificada como Dion Steven Rolim Rohoman, de 29 anos, que viajava numa Harley Davidson, mesmo modelo usado pelo companheiro de jornada.

Conforme declarações do sobrevivente, Dion Steven perdeu o controle da direção após passar sobre um quebra-molas a cerca de 45 km de Pimenta Bueno. Ele teria visto a placa, mas não enxergou o redutor de velocidade. Seu corpo parou a mais de 60 metros do ponto de impacto e morreu na hora.

[media_image image=”{‹²›attachment_id‹²›:‹²›1545‹²›,‹²›url‹²›:‹²›//amazonassemcensura.com.br/wp-content/uploads/2017/08/acidentemoto.jpeg‹²›}” width=”300″ height=”200″ link=”” target=”_self” _array_keys=”{‹²›image‹²›:‹²›image‹²›}” _fw_coder=”aggressive” __fw_editor_shortcodes_id=”7adccf59c270220792c7f7ddf61260a4″][/media_image]

Os dois viajantes haviam pernoitado em Pontes e Lacerda (MT), passado de manhã por Vilhena e pretendiam parar em Cacoal, onde descansariam por três dias. Seguiriam para Porto Velho e, de lá, finalizariam o trajeto chegando à capital amazonense.

O amigo da vítima, acostumado a acompanhá-lo nestas aventuras, disse que manterá o trajeto definido após consertar sua moto. Ele também se desequilibrou ao passar pelo quebra-molas, mas não sofreu queda.

Fonte: What’sapp, Folha do Sul Online.

Deixe uma resposta