De acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação do Governo do Amazonas, o estado registrou um aumento de 39,7% nos casos diagnosticados de aids entre os anos 2018 e 2019. Já de janeiro a julho deste ano, dado mais recente divulgado, foram notificados 330 novos casos em adultos em todo o estado.

O HIV é o vírus da imunodeficiência humana, à Aids sigla da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida quando existe um comprometimento do sistema imunológico e a pessoa fica suscetível a ter infecções. Uma pessoa pode ter HIV e não ter Aids.

Em 2018, o Amazonas contabilizou 517 novos casos de aids, e em 2019 o número de pessoas contaminadas subiu para 722.

Já casos de HIV, foram notificados 605 novos casos em adultos em todo o Amazonas entre o períoo de janeiro e julho de 2020. O sexo masculino é o mais acometido pelo HIV, e a faixa etária mais atingida, segundo as notificações, é de 20 a 29 anos de idade. Em 2019, foram 1.576 novos casos notificados. Em 2018, o total foi de 1.704.

De acordo com dados do governo, o número de gestantes diagnosticadas com HIV em 2020 é 147. A faixa etária mais acometida é de mulheres entre 25 a 29 anos. No ano passado, 203 grávidas foram diagnosticadas com o vírus, número inferior ao registrado em 2018, quando foram 255 casos.

O diagnóstico da doença é feito através de exames laboratoriais e avaliação médica. O tratamento é feito com o uso de medicamentos que têm a finalidade de suprimir a carga viral do HIV e restabelecer o sistema imunológico.

*Informações do G1

Deixe uma resposta