Apresentação dos apreendidos nas operações da policia civil.

 O delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas, Frederico Mendes; o delegado-geral adjunto da instituição, Ivo Martins, e o diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), delegado Geraldo Eloi, divulgam no prédio da Delegacia Geral, sobre o balanço de ação policial deflagrada ao longo da última quarta-feira, dia 13, e manhã desta sexta-feira, dia 15, em todas as zonas da capital, que resultou nas prisões de 38 pessoas envolvidas em crimes distintos, como latrocínio, homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico e roubo.

        Participaram dos trabalhos 132 policiais civis lotados nas seis Seccionais de Manaus, nos 30 Distritos Integrados de Polícia (DIPs) da capital, além da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP). O diretor do DPM destacou que a ação teve por objetivo prender infratores que tinham as prisões decretadas, além de cumprir mandados de busca e apreensão.

No total, desde quarta-feira até a manhã de hoje, foram cumpridos 22 mandados de prisão, sendo 10 por tráfico de drogas, cinco por roubo, dois por homicídio, um por latrocínio, um por violência doméstica, um por estupro de vulnerável, um por estupro e um mandado de prisão por conversão da pena restritiva de direito em pena privativa de liberdade, em nome de um foragido da Justiça.

 Ao longo dos trabalhos, 15 pessoas foram presas em flagrante, sendo onze por tráfico de drogas, duas por roubo majorado, uma por associação para tráfico e outra por porte ilegal de arma de fogo. Durante os trabalhos, as equipes recapturaram um fugitivo de unidade prisional do Estado.

Ainda ao longo das diligências, Wendel da Conceição Freitas foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva pela equipe de investigação do 18º DIP. Conforme o diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), delegado Guilherme Torres, Wendel está sendo investigado por possível participação em associação criminosa. Já a equipe do 8º DIP prendeu Adenilson Ananias de Souza, condenado a 61 anos no estado do Pará por latrocínio.

Fonte: Assessoria de Imprensa PC-Am.

Foto: reprodução.

Deixe uma resposta