Com 13º e Auxílio Emergencial, comércio prevê aumento nas vendas em junho
Com 13º e Auxílio Emergencial, comércio prevê aumento nas vendas em junho

O adiantamento da primeira parcela do 13º salário do governo do estado, dos aposentados e pensionistas do INSS e o pagamento do auxílio emergencial geram boas expectativas ao segmento comercial. A estimativa, segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM) é que as vendas no mês de junho superem os resultados obtidos nos primeiros meses do ano, quando o comércio reabriu as portas.

Segundo o presidente da CDLM, Ralph Assayag, a injeção de R$230 milhões decorrentes do adiantamento do 13º do funcionalismo público estadual; e também dos beneficiários do INSS; além dos valores pagos por meio do auxílio emergencial, nos últimos dias de maio e início de junho, deverão ser fundamentais para o incremento na economia, no estado.

“A injeção de recursos dará fôlego ao comércio. É uma semana que inicia com recurso na praça, o que é essencial para a abertura de novas lojas e o andamento das empresas. Porém, em julho esse resultado poderá cair, caso não ocorram outros investimentos”, considera Assayag.

ACA também prevê crescimento

O presidente da Associação Comercial do Amazonas (ACA), Jorge Lima, concorda com a previsão positiva para as vendas do mês de junho e atribui a boa expectativa aos investimentos provenientes dos governos estadual e federal.

Lima também alerta a população para que esteja atenta ao uso de máscara e de álcool em gel durante as compras. A próxima data comemorativa será o dia dos namorados.

“Todos os fatores estão contribuindo para que junho encerre com bons resultados nas vendas. O avanço da vacinação poderá incentivar as pessoas a irem ao comércio por se sentirem mais seguras. Pedimos que todos continuem usando as máscaras e álcool em gel para que a terceira onda da pandemia não ocorra”, alerta Lima.

 

Fonte:

Texto: Priscila Caldas

Deixe uma resposta