A audiência de instrução do julgamento da morte da Miss Manicoré, Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, começa nesta quarta-feira (9) na 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus. A ação tem como réu o ex-companheiro da vítima e suspeito do crime, Rafael Fernandez Rodrigues, que confessou o assassinato da mulher.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), a audiência de instrução será presidida pelo juiz de Direito da 2.ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, Anésio Rocha Pinheiro, sumariante do caso – magistrado responsável pela primeira fase de processo de crimes contra a vida.

A previsão, segundo a Justiça, é de que sejam ouvidas oito testemunhas arroladas e que ocorra também o interrogatório do réu.

O Ministério Público apresentou denúncia contra Rafael no dia 15 de junho de 2020, incurso nas penas do art. 121, 2º, I (motivo torpe); IV (recurso que tornou impossível a defesa da vítima); e VI (contra a mulher – Lei n.º 13.104/2015), todos do Código Penal.

Conforme o inquérito inserido nos autos, o crime teria ocorrido em virtude de o acusado não aceitar o fim do relacionamento com a vítima. Ele afirmou que cometeu o crime por ciúmes.

Fonte: G1

Deixe uma resposta