Nesta quinta-feira (10/09) , um casal foi preso suspeito de tentar registrar um recém-nascido usando documentos falsos. O caso aconteceu em Presidente Figueiredo.

Os suspeitos foram presos depois que foram à Secretaria Municipal de Saúde buscar a Certidão de Nascido Vivo para dar andamento ao registro da criança em um cartório. Lá, eles afirmaram que o bebê tinha nascido em casa, na zona rural, no entanto, ao conferir a carteira da gestante dada pela mulher, os servidores perceberam rasuras no nome dela.

Desconfiados, eles chamaram a polícia que posteriormente constatou que o homem e a mulher tinham se apresentado com um nome falso e tinham adulterado o documento da gestante.

Eles acabaram presos e vão responder por falsidade ideológica e uso de documentos Falsos, Falsificação de Documento Público e Tráfico de Pessoas. Os verdadeiros pais do recém-nascido estão sendo procurados para prestar esclarecimentos, a polícia quer saber se eles teriam vendido a criança para adoção ilegal.

Deixe uma resposta