O Morro dos Seis Lagos, um das reservas biológicas do Amazonas está prestes a se transformar em área de exploração mineral. Segundo informações do Jornal Valor Econômico desta terça-feira (03/11).

De acordo com o jornal, para acelerar a exploração da área, em faixa de fronteira, o governo Bolsonaro quer reduzir burocracia para a atividade e derrubar até mesmo restrição ao capital estrangeiro.

O assunto já está sendo discutido na Casa Civil com vários ministérios e, em breve, será enviada na forma de projeto de lei (PL) ou medida provisória (MP) ao Congresso.

“O Serviço Geológico do Brasil (antiga CPRM) informou que prepara mais de 300 ativos minerais para oferta pública, alguns já começaram a ser qualificados no Programa de Parcerias de Investimento (PPI). O órgão federal, que reúne informações detalhadas sobre o subsolo brasileiro, citou três exemplos de projetos situados em área de fronteira que, em breve, podem ser leiloados: ouro e diamante, no Rio Maú (RR); nióbio e terras raras, em Seis Lagos (AM); e carvão mineral, em Candiota (RS)”, diz o jornal.

Morro dos Seis Lagos

O Morro dos Seis Lagos é uma reserva biológica localizada em terra indígena, no Município de São Gabriel da Cachoeira.

É um dos lugares mais encantadores do Estado, principalmente porque os seis lagos guardam o mistério de possuírem águas de coloração diferentes.

Minérios

Há muito o mercado de mineração está de olho no morro. Isso porque a região contém grandes reservas minerais, incluindo ricos depósitos de ferro, manganês e nióbio. Estes últimos são importantes para a fabricação de dispositivos eletrônicos, como computadores e telefones celulares.

Deixe uma resposta