Neste mês de dezembro foram anunciados os contemplados pelo projeto ‘Natura Musical’. Nessa edição, projetos de artistas nortistas e indígenas foram selecionados e contarão, em 2021, com o fomento, curadoria e apoio de uma das maiores empresas do país: a Natura.

No próximo ano, além dos projetos do Pará, historicamente contemplados, três outras iniciativas nortistas serão viabilizadas: TORÜ WIYAEGÜ e Crias de Curupira, do Amazonas, e o Pororoca Sound, do Amapá.

O ‘Natura Musical’ completa 15 anos e continua a sua árdua missão de fomento e valorização da cultura no Brasil. Desde 2005, todos projetos são selecionados através do Edital Natura Musical e além do patrocínio, a inciativa também impulsiona a experiência com a ‘Casa Natura Musical’.

O projeto propõe uma plataforma para artistas, bandas e coletivos lançarem novos trabalhos, com uma casa de show que recebe o Brasil inteiro e festivais que mostram nossa diversidade cultural.

Quanto ao processo seletivo, os 43 projetos foram selecionados entre 3.365 inscritos por meio da curadoria de 29 profissionais do mercado da música.

Neste ano de pandemia, o ‘Natura Musical’ disponibilizou impressionantes R$ 5,5 milhões em patrocínio via edital.

Representatividade

Nesta edição histórica buscou-se aumentar a proporcionalidade de grupos historicamente sub representados, portanto, além da criação artística, foram selecionadas propostas a partir de um olhar mais inclusivo. Em 2021, teremos, quatro projetos de povos originários, nove projetos da comunidade LGBTQIA+, 18 projetos em que mulheres são protagonistas e outros 17 que valorizam a cultura negra.

Projetos e Artistas Indígenas contemplados:

Kunumi MC: o rapper indígena, morador da Aldeia Krukutu (SP), lançará o disco “Nhemongarai”.

Mostra Pankararu de Música: iniciativa do povo Pankararu, realiza capacitação profissional, shows e imersão artística na Aldeia Bem Querer de Cima, em Pernambuco

TORÜ WIYAEGÜ: o projeto propõe registrar a música tradicional do povo Tikuna, do Amazonas, em livro e CD.

Artistas Nortistas contemplados: 

Crias de Curupira: uma união de estilos, identidades e facetas artísticas, com a proposta cultural de elevar diversão, conhecimento e diversidade, seja no palco, cabines ou em encontros e debates sobre produções artísticas.

Pororoca Sound: Incubadora de Empreendimentos Musicais que se propõe a acompanhar e acelerar a carreira de 9 artistas amapaenses.

Festival MANA: voltado para o fortalecimento de mulheres no mercado da música, promove oficinas, shows, debates, mostra audiovisual e ações de intervenção urbana.

*BNC

Deixe uma resposta