Todo mundo quer de fato saber qual é o seu nível de intimidade com seu rico dinheiro e como isso pode impactar nas suas tomadas de decisões, correto? Pensando nisso, o Serasa Consumidor, startup e braço da Serasa Experian, fez uma pesquisa exclusiva para entender como as pessoas estão lidando com sua renda.

De forma muito leve e divertida, a pesquisa foi feita através de uma plataforma gameficada e já conta com 40 mil respostas. Batizada de Calculadora de Crédito, o site foi desenvolvido pelo time de pesquisa e especialistas financeiros do Serasa Ensina, portal de educação financeira do Serasa Consumidor.

Com base em fatores que indicam diferentes personalidades em relação a finanças, o levantamento identificou 4 padrões distintos de comportamento: organizadodigitalexibido e deixa a vida me levar.

“organizado” tem como principais características: planejamento, controle e maior tendência de administrar a vida financeira com frequência.

O chamado ‘deixa a vida me levar” é um perfil mais sossegado/despreocupado. Nesse perfil estão pessoas com maior dificuldade em poupar e que preferem comprar a prazo.

“digital” tem maior familiaridade com a tecnologia e paga para ter mais comodidade, praticidade e rapidez no cotidiano. Tendência a usar aplicativos para acompanhar as finanças.

Já o “exibido” busca impressionar as pessoas a sua volta, porque acredita que ter dinheiro é sinal de sucesso. Ele é mais suscetível a pressões sociais para ostentar.

Após 3 meses do seu lançamento, a empresa divulga os resultados coletados: a maior parte das pessoas que responderam a Calculadora do Perfil Financeiro informam ter hábitos financeiros mais saudáveis.

  • 41% Organizado
  • 25% Digital

Esse dado comprova que o brasileiro sabe como tratar seu dinheiro com responsabilidade, porém, por questões econômicas, essas ações ficam complicadas de serem executadas.

Já os perfis com hábitos financeiros menos saudáveis (exibido e deixa a vida me levarsomam 35%. Percentual próximo aos 42% de inadimplentes (63 milhões) em relação à população adulta brasileira (147 milhões).

 

  • 25% Deixa a vida me levar
  • 10% Exibido

“Muito mais do que uma simples correlação, esses dois dados demonstram que um comportamento financeiro menos cuidadoso impacta no cotidiano real das pessoas, o que leva à inadimplência e a restrição de crédito. Por essa razão, o Serasa Consumidor tem o compromisso de levar educação financeira para a população e mostrar como o planejamento deve ser o principal fator nos lares dos brasileiros”, afirma Joyce Carla, educadora financeira do Serasa Consumidor.

Luz no fim do túnel           

Para quem se enquadra nos perfis de inadimplência, ainda há uma luz no final do túnel para fechar o ano no azul: a versão online do Feirão Limpa Nome do Serasa Consumidor foi prorrogada até dia 15 de dezembro, com condições especiais e descontos que podem chegar até 98%. Até o momento mais de 1 milhão de consumidores já negociaram suas dívidas que já somam mais de 2 milhões de acordos fechados. Isso representa um crescimento de 200% em relação ao último feirão.

Mapa da inadimplência    
Segundo estudo desenvolvido pela Serasa Experian, em outubro de 2019, o número de consumidores inadimplentes no país chegou a 63.9 milhões, 4% a mais do que em outubro de 2018, quando eram 61,7 milhões. O montante alcançado pelas dívidas até outubro de 2019 foi de R$ 254 bilhões, com o valor médio de R$ 3.993,00.

A maior concentração dos negativados tem entre 26 e 40 anos (37,1% do total). Em segundo no ranking de participação entre os inadimplentes estão pessoas de 41 e 60 anos, que correspondem por 34,1% do total.

Questões de gênero, a inadimplência está dividida praticamente por igual: 48,3% são homens, e 46,7% são mulheres. A maioria das dívidas foi contraída junto aos setores bancários e de cartão de crédito, totalizando 28,4% do total. O setor de contas básicas, como energia elétrica, água e gás respondeu por 20,2% do total de débitos em atraso. O setor de varejo alcançou 12,7% do montante. Já o setor de telefonia respondeu por 11% da inadimplência.

Inadimplência por região
O estudo também mostra que, em outubro de 2019, a região com maior percentual de inadimplentes do país era a Sudeste, com 45,4% do total, seguida pela região Nordeste, com 24,6%. O Sul ficou em terceiro, com 12,7% dos negativados. A região Norte registrou 9,1%, seguido da região Centro-Oeste, com 8,2%.

Serviços

Feirão Limpa Nome Online – Prorrogado até 15 de dezembro:

https://www.serasaconsumidor.com.br/limpa-nome-online/

Calculadora de Crédito:

https://www.serasaconsumidor.com.br/ensina/perfil-financeiro/

Link de acesso – Serasa Ensina:

https://www.serasaconsumidor.com.br/ensina/

Deixe uma resposta