Na manhã desta sexta-feira (28/08), a Polícia Federal deu cumprimento ao mandado de prisão em desfavor do Pastor Everaldo, atual presidente nacional do PSC,  por corrupção. A prisão é resultado da Operação Tris in Idem. 

Em 2014, Everaldo ficou conhecido em todo o país por se candidatas à Presidência da República, e em 2016, o pastor realizou o batismo do atual presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, nas águas do Rio Jordão, em Israel. O batismo, celebração religiosa, era à época um evento coincidia com a movimentação do então deputado federal Jair Bolsonaro para uma pré-candidatura à presidência da república.

A Operação Tris in Idem, também ordenou o afastamento do cargo do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC-RJ). 

Deixe uma resposta