Nessa última terça-feira (25), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a abertura de uma consulta pública a fim de avaliar o aumento de mais de 8% na tarifa de energia no Amazonas. Segundo a ANEEL, sediada em Brasília, o aumento para a concessionária que atua no estado – a Amazonas Energia – ocorre por questões de padronização.

De acordo com a Agência, a conta sofrerá o acréscimo devido os “custos da atividade de distribuição em decorrência da base de remuneração da concessionária, os gastos com a transmissão de energia elétrica em razão do reajuste da Tarifa de Uso dos Sistemas de Transmissão (TUST) e os custos com compra de energia. Porém, a Conta-covid ainda contribuiu para amenizar o impacto do reajuste em -10,57%”, explica em nota da Aneel.

A proposta sugere um aumento de 8,32% para a baixa tensão. Para a alta tensão em indústrias será de 8,90% e o efeito médio para o consumidor alcança os 8,50%.

Quem quiser participar da consulta poderá enviar suas contribuições pelo e-mail cp050_2020@aneel.gov.br do dia 26 de agosto até o dia 9 de outubro. No dia 18 de setembro, ainda haverá uma consulta por meio de uma sessão virtual.

Após as consultas, a decisão entrará em vigor a partir do dia 1º de novembro. 

Deixe uma resposta