O menino Ítalo Augusto, de 7 anos, morreu na noite desta terça-feira após ser baleado na cabeça, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. A criança foi atingida por uma bala perdida quando brincava na porta de casa.

Com a morte de Ítalo, chega a 17 o número de crianças baleadas em 2020 no Grande Rio. Seis acabaram morrendo. O levantamento é da plataforma Fogo Cruzado.

Ítalo foi socorrido por familiares e vizinhos, e levado para uma Unidade de Pronto Atendimento da região. Segundo a prefeitura, ele chegou morto ao local, por volta de 20h30.

A Polícia Militar informou que policiais estavam em patrulhamento de rotina quando homens em uma moto atiraram contra os militares. Segundo a corporação, os agentes não reagiram e os criminosos fugiram.

O caso foi registrado na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense.

Crianças mortas no Grande Rio

Segundo a plataforma Fogo Cruzado, três crianças foram mortas a tiros em menos de 1 semana no Grande Rio.

O garoto Kauã Vítor da Silva, de 11 anos, foi morto após ser atingido, na cabeça, por um disparo acidental no Complexo da Maré, zona norte do Rio.

Durante uma festa junina, em Anchieta, zona norte do Rio, Rayane Lopes, de 10 anos, foi morta a tiros após ocupantes de um carro efetuarem disparos em direção ao local.

Ítalo Augusto, de 7 anos, foi atingido por uma bala perdida enquanto brincava na porta de casa, no Éden, em São João de Meriti, na baixada fluminense.

Ao todo, 17 crianças foram baleadas em 2020 na região e seis delas morreram.

CNN BRASIL*

Deixe uma resposta