Coronel Alfredo Menezes (Patriota), candidato à prefeitura de Manaus foi denunciado à Justiça Eleitoral por propaganda política irregular na televisão e nas redes sociais.

A Justiça entendeu que o candidato usou a imagem de supostos apoiadores de forma irregular, por isso ficou determinada a suspensão imediata de veiculação dos vídeos produzidos mediante inserções nos horários eleitorais gratuitos, ou adequação do material às regras eleitorais, sob pena de multa no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) em caso de descumprimento, aplicada a cada veiculação do material ora refutado.

De acordo com o portal BNC, Menezes também foi condenado por pagar impulsionamento irregular no Facebook, em um segunda ação.

“Diante de todo o exposto, com fundamento no art. 57-C da Lei nº 9.504/97 c/c o art. 29, § 2º, da Resolução TSE nº 23.610/2019, julgo PROCEDENTE a presente representação eleitoral para condenar o Representado ALFREDO ALEXANDRE DE MENEZES JÚNIOR ao pagamento de multa no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais).”, diz o trecho da decisão judicial.

Em outra decisão a justiça determinou que o material usado na campanha, onde não consta o nome do vice de Menezes, o delegado Costa e Silva, seja corrigido.

“As fotografias demonstram que houve omissão do nome do candidato ao cargo de vice-prefeito, em que não consta o nome do candidato ao referido cargo, nos moldes exigidos pela legislação.”, diz o trecho da terceira decisão judicial.

A ação foi protocolada pela coligação Aliança Por Manaus (Republicanos, PMN e PTB), do candidato a prefeito Capitão Alberto Neto.

Deixe uma resposta