Cerca de 120 mil domicílios do Amazonas, dos 1,12 milhão, não possuem água encanada, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número coloca o estado como o 21º no ranking da proporção de domicílios com água encanada em todo o País.

O resultado é da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), do IBGE, divulgada no dia 4 deste mês. De acordo com a pesquisa, a forma de abastecimento de água mais utilizada em domicílios no Estado é através da rede geral de distribuição.

Cerca de 1,12 milhão de domicílios possui água encanada em pelo menos um cômodo. E aproximadamente 120 mil utilizam outra forma para receber a água na residência.

Os dados trazem, ainda, informações sobre rede de esgoto e serviço de limpeza. Em 41,2% (cerca de 319 mil domicílios) havia banheiro de uso exclusivo e esgotamento sanitário por rede geral de esgoto ou fossa séptica ligada à rede geral. Em 83,8% (936 mil domicílios), o lixo era coletado por serviço de limpeza.

Moradores por domicílio do país

Quanto à densidade de moradores por município, a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) mostrou que o Amazonas possui a maior densidade de moradores por domicílio do país, ou seja, 3,3 pessoas por município.

Os dados estimam 1,12 milhão de domicílios o Estado do Amazonas e 657 mil domicílios em Manaus. A densidade domiciliar, de acordo com o IBGE, é o número médio de moradores por domicílio. Em 2019, a PNS estimou a existência de 3,3 moradores por domicílio permanente no Estado do Amazonas, o que coloca o estado com a segunda maior média do país.

A pesquisa foi realizada entre agosto de 2019 e fevereiro de 2020, e seu período de referência são as duas semanas anteriores às entrevistas, segundo o órgão. O levantamento é realizado pelo IBGE em convênio com o Ministério da Saúde.

O primeiro volume, divulgado na sexta (4), apresenta informações sobre acesso e utilização dos serviços de saúde, cobertura de planos de saúde, presença de animais nos domicílios e sua vacinação, características dos domicílios, entre outros.

Deixe uma resposta