Nessa quinta-feira (10/12), o governador Wilson Lima recebeu a visita dos executivos da empresa nacional de eletrodomésticos e portáteis, Mondial, que apresentaram os atuais projetos de expansão no Polo Industrial de Manaus (PIM) para o próximo ano, com a perspectiva de geração de mais de 400 empregos. Durante a reunião, o governador conheceu os planos da empresa, que comprou a multinacional japonesa Sony, e destacou a importância do desenvolvimento socioeconômico para o Estado.

A Sony vendeu sua fábrica, que faz parte da Zona Franca de Manaus (ZFM), para a Mondial. A companhia pretende voltar com o funcionamento a partir de fevereiro de 2021, com algumas adaptações, e ainda gerando 440 novos empregos na capital. Com 36 anos atuante em Manaus, a Sony anunciou, em setembro deste ano, que não continuaria com a produção de eletroeletrônicos na capital amazonense, mas que permaneceria com o suporte técnico e a venda do videogame PlayStation.

O secretário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), Jório Veiga, ressaltou ser promissor para o PIM a incorporação de novos produtos na linha de produção da Mondial. “Podemos ver que é uma empresa que vem crescendo e que está se aventurando em novos mercados como TV, ar-condicionado e microondas, que não fabricam ainda, mas com a velocidade que eles trabalham, com a qualidade que eles têm, eu não tenho dúvidas que vai ser um sucesso para trazer muitos empregos para o nosso Polo Industrial e também uma qualificação muito grande para a nossa mão de obra”.

O cofundador da Mondial, Giovanni Cardoso, julgou importante a apresentação do novo projeto ao governador Wilson Lima. “Muito importante poder apresentar nosso plano ao governador, que deu a sua visão de apoio em nosso trabalho. Nós estamos ampliando os investimentos aqui na região, vamos dobrar a capacidade para o ano que vem, estamos muito contentes com o resultado. A mão de obra aqui é muito boa e estamos sendo muito bem apoiados. Esse ano a gente deve fechar em quase R$ 3 bilhões de faturamento, a empresa toda, e pro ano que vem a gente está refazendo essa área de eletroeletrônicos aqui de Manaus”.

*Reprodução

Deixe uma resposta