AMAZONAS Entre sexta-feira (3) e o domingo (5), o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) flagrou 27 motoristas dirigindo sob o efeito de álcool em Manaus. Os condutores foram abordados em várias zonas da capital. Ao todo, 428 testes de alcoolemia, o popular bafômetro, foram feitos durante fiscalização da Lei Seca, no último final de semana.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê multa para quem dirige embriagado de R$ 2.934,70. Pela Lei Seca, todos os motoristas flagrados em fiscalizações têm direito a ampla defesa, até que a CNH seja efetivamente suspensa. Se o condutor voltar a cometer a mesma infração dentro de 12 meses, o valor da multa será dobrado.

Segundo o Detran-AM, a Operação Lei Seca ocorreu em parceria com o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTRan) e a Polícia Civil. Durante a ação, 44 veículos foram removidos e 149 autos de infração foram emitidos contra motoristas por diversas irregularidades. Além disso, 29 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e 34 Certificados de Licenciamento de Veículo (CRLVs) foram retidos.

Os veículos recolhidos foram removidos para o Parqueamento do Detran-AM, localizado no bairro Planalto, Zona Centro-Oeste de Manaus, até que os proprietários regularizem as pendências.

A operação faz parte da rotina de fiscalização do Detran-AM, determinada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), realizada pela autarquia por meio do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot).

“O objetivo da ação é promover a ordem e bem-estar social no trânsito, além de eventuais autuações quanto ao cometimento de infrações. A ação integrada compõe a estratégia do sistema de segurança pública do Governo do Amazonas para a redução dos índices de criminalidade e ocorrências no trânsito”, informou o Detran.

Deixe uma resposta