Artigo de opinião.

Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, em 20 de novembro. Foi criado em 2003 como efeméride incluída no calendário escolar, até ser oficialmente instituído em âmbito nacional mediante a lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, sendo feriado em cerca de mil cidades em todo o país e nos estados.

O Negro foi arrancado de sua terra natal, trazido a força para trabalhar forçadamente, para construir riquezas para pessoas que ele nunca havia visto em sua vida, perderam sua liberdade e suas famílias, trabalharam duro sob o calor do Sol ou sob chuva, sãos e doentes, derramaram sangue e suor e lagrimas no solo Brasileiro, plantaram aqui, o que hoje é essa nação.

Receberam em troca o ódio daqueles que nunca deram uma gota de suor por esse pais, que até para açoitar delegava a terceiros, foram caçados e dizimados como animais, depois tudo de bom que nos fizeram levantando a base nossa economia, ainda assim não obtiveram seu reconhecimento, após conquistar a tão sonhada liberdade com a lei Áurea em 1888, foram esquecidos e entregues a própria sorte marginalizados.

Como pode após tudo que lhes foi tirado, imposto de forma truculenta, cruel e desumana, não possuirem a gratidão da sociedade, a cor é só um detalhe, ele sentem tudo que sentimos, são pessoas comuns que possuem um passado muito mais digno de gloria que qualquer um nesse pais.

Não merecem apenas um dia de reconhecimento mas, sim uma vida inteira, povo guerreiro e alegre, vocês são muito maior que qualquer ato de descriminação, á vocês meus parabéns, e obrigado por tudo que fizeram por esse país!

Jamerson Silva.

Foto: Reprodução.

Deixe uma resposta